Próximas exibições

Receba a programação por e-mail

Calendário de Exibições

outubro 2006
seg ter qua qui sex sáb dom
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031EC

Pesquisar

Textos das sessões passadas

LÍrio Partido

David Wark Griffith, nascido em 1875, antes de se transformar em diretor de cinema, trabalhou como bombeiro, jornalista, operário metalúrgico, escreveu romances, peças teatrais e poesia, até que um dia resolveu vender um roteiro no Edison Studio, em Nova Iorque. Sua proposta foi recusada, porém foi convidado para atuar no filme Rescued from Eagle’s Nest (1907). Alguns meses depois foi ao Biograph Studio e não só conseguiu vender alguns roteiros como recebeu outro convite para atuar.

Nos anos seguintes, entre 1908 e 1912, Griffith chega a dirigir mais de quatrocentos curtas-metragens. É durante esses anos de maturação artística que Griffith desenvolve ao máximo aquilo que é conhecido como linguagem cinematográfica, e por isso seu nome é muitas vezes atribuído como pai da linguagem do cinema. Contudo, Griffith é assim conhecido não porque inventou recursos como o “close-up”, o corte, o angulação de câmera, a montagem paralela, e sim porque conseguiu organizar todos esses elementos e utilizá-los de maneira em que a forma do filme conte uma história, como no teatro e na literatura. O corte invisível para criar a ilusão, planos aproximados para enfocar aquilo que é importante para história, montagem paralela para criar suspense, elementos no cenário que ajudem a dar o clima da cena. Tudo isso funcionando para o maior envolvimento possível do espectador com o filme.

Até 1912 os produtores e distribuidores americanos praticamente proibiam filmes com mais de 10 minutos, contudo na Europa já se faziam longas metragens. Italianos e franceses realizavam filmes com grandes multidões e inúmeros cenários. Mas apesar de toda a grandiosidade, os filmes europeus não envolviam a platéia e davam a impressão de um espetáculo em um palco visto de longe.

Judith of Bethulia (1914), primeiro filme longo de Griffith (dividido em quatro partes com cerca de 60 minutos) foi filmado secretamente na Califórnia e deixou a Biograph furiosa, colocando Griffith como supervisor de produção e engavetando o filme. Griffith, então, se demitiu e levou consigo boa parte do seu “stock company”. Juntou-se com a Mutual Company, onde supervisionou alguns filmes de cinco partes (75 min), mas esses eram trabalhos apressados que o diretor mostrava grande desinteresse. Nessa época o diretor começava a reunir recursos para o seu grande épico: O Nascimento de uma Nação (1915).

O filme fez um enorme sucesso comercial com um lucro líquido de 20 milhões de dólares quando cada ingresso custava dois dólares. Apesar de sua visão polêmica sobre os negros, o filme é praticamente a estréia da linguagem cinematográfica. O cinema deixa de ser uma relutante e hesitante imitação de teatro para se transformar em uma arte vigorosa e eloqüente. Empolgado com tamanho sucesso, Griffith parte para um projeto mais ambicioso: Intolerância (1916), um filme que mostra 4 histórias diferentes e que seu ponto de convergência e intolerância entre os homens. Resultou num grande fracasso comercial.

Lírio Partido (1919) é um dos filmes mais belos de Griffith, encantador em sua simplicidade. Líllian Gish, aos 23 anos, se achava velha demais para interpretar Lucy, mas fez com toda delicadeza melancólica a garota de 15 anos. Contudo, sua atuação foi aclamada e o seu sorriso era muito comentado nas críticas da época. Baseado no conto The Chink and the Girl tirado de Limehouse Nights de Thomas Burke, o filme é centrado em três personagens: uma garota que se apaixona por um chinês budista e sofre abusos de um pai violento. Lírio Partido é provavelmente o primeiro romance inter-racial do cinema, ainda que muito tímido, talvez seja uma leve redenção do diretor ao tema de O Nascimento de uma Nação.

Seu último filme The Strugle (1931) foi um fracasso financeiro, e assim Griffith, que tinha cada vez mais dificuldade de conseguir financiamento na industria cinematográfica, encerrou sua carreira de diretor no ano de 1931.

Write a comment