Próximas exibições

Receba a programação por e-mail

Calendário de Exibições

outubro 2006
seg ter qua qui sex sáb dom
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031EC

Pesquisar

Textos das sessões passadas

O Homem das Novidades

Buster Keaton foi um ator e diretor de comédias mudas considerado o grande rival de Charlie Chaplin. Nascido no mundo do vaudeville (mistura de teatro e circo muito popular nos Estados Unidos), Keaton começou sua carreira artística participando de um número com seus pais chamado Os três Keatons onde a grande piada era como disciplinar uma criança mal-educada. Depois de algum tempo fazendo pontas em filmes, em 1920 Buster começou a dirigir seus primeiros curtas.

O humor nos filmes de Buster Keaton, basicamente, se fazia através das chamadas gags; corridas, quedas, fugas. Uma das grandes inovações de Keaton, no entanto, é o fato de sua comédia se basear num personagem impassível, que mantém as mesmas feições diante dos fatos ocorridos. Isso explica os apelidos dados a ele pelos críticos; “O Grande cara de pedra” e “O homem que nunca ri”. Keaton percebeu que ao não modificar sua expressão, o espectador projetaria suas aspirações sentimentais, sensoriais e morais.

Em “O Homem das novidades”, Keaton interpreta um fotógrafo que, para se aproximar da bela secretária do cinejornal da MGM, troca sua câmera fotográfica por uma câmera de cinema e se torna um cinegrafista. O filme discute o cinema e a relação entre ficção e realidade no momento derradeiro do cinema mudo, através de organização caótica dos elementos.

Foi o primeiro filme de Keaton na MGM. Posteriormente, no começo da década de 30, passa por uma fase de decadência, por ter assinado um contrato com o estúdio Metro pelo qual perde o controle sobre o conteúdo criativo de seus filmes e tem de aceitar roteiros impostos pelo estúdio. O final de sua carreira foi marcado por depressão, alcoolismo e uma acusação de adultério vinda de sua primeira esposa.

Dentre seus demais filmes vale destacar “A General”, que aborda a questão da Guerra Civil estadunidense, “Sherlock Jr”, “Boxe por Amor” e “Nossa Hospitalidade”.

Write a comment