Próximas exibições

Receba a programação por e-mail

Calendário de Exibições

dezembro 2006
seg ter qua qui sex sáb dom
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Pesquisar

Textos das sessões passadas

Um Corpo que Cai

Mundialmente conhecido como o mestre do suspense, Alfred Hitchcock atravessou vários momentos do cinema, construindo uma filmografia invejável. Nascido em Londres, dirigiu alguns filmes mudos na década de 20, sendo seu primeiro grande sucesso o thriller The Lodger (1927). Em 1929, dirigiu Blackmail, um dos primeiros filmes britânicos a utilizar o som. Fez vários thrillers de sucesso na Inglaterra, como Os 39 Degraus e A Dama Oculta, até ser convidado pelo produtor David O. Selznick a trabalhar em Hollywood. Hitchcock ficou descontente no início com a falta de liberdade dada aos diretores nos EUA, mas o êxito imediato de seus filmes (seu primeiro filme americano, Rebecca, ganhou o Oscar de Melhor Filme em 1940) logo premiou-o com um impressionante controle criativo sobre seus filmes.

Hitchcock foi um dos primeiros diretores a chamar atenção para o seu papel na realização de um filme, fazendo do diretor a grande estrela do filme. Pela primeira vez o público se dirigia ao cinema para ver “um filme de Alfred Hitchcock”, independente do protagonista ser James Stewart ou Cary Grant. Parte disso deve-se à persona pública construída por Hitchcock, impregnada no imaginário mundial através do programa televisivo Alfred Hitchcock Presents, onde o diretor assumia um humor negro distinto e um tom de ironia macabro. Além disso, maior parte de seus filmes contém uma rápida aparição de Hitchcock como figurante, uma espécie de assinatura lúdica.

Apesar da associação imediata geralmente feita entre Hitchcock e o suspense, o diretor regularmente visitava outra genêros, como o terror (Psicose), a comédia romântica (Mr. and Mrs. Smith) e o humor negro (O Terceiro Tiro). Também ousava experimentar e procurar desafios, como ambientar um filme todo num pequeno barco (Lifeboat), criar um filme que aparente ser um grande plano seqüência (Festim Diabólico) e criar planos e movimentos de câmera inventivos que povoam toda sua obra.

Um Corpo Que Cai é conhecido pelo uso do que ficou conhecido como “Hitchcock Zoom“, um truque de câmera utilizado para passar ao espectador a sensação de vertigem sofrida pelo protagonista através da distorção de perspectiva. Scotty é um detetive que descobre sofrer de acrofobia (medo de lugares altos) ao presenciar um colega cair do telhado de um prédio. Devido à sua condição, aposenta-se, mas é contratado por um velho amigo para investigar a sua mulher, Madeleine, que aparenta estar possuída por uma ancestral suicida. Esse filme é considerado uma das maiores obras de Hitchcock, principalmente por trabalhar muitos dos temas caros ao diretor, como a obsessão, o perigo de cair, o envolvimento de um homem comum numa trama insólita e a ambientação de cenas tensas em lugares famosos.

Nos anos seguintes, Alfred Hitchcock produziu três dos seus filmes mais famosos: Intriga Internacional, Psicose e Os Pássaros. O diretor terminou a sua carreira com alguns filmes de menor êxito entre o público, sendo o de maior sucesso Frenesi. Morreu em 1980, vítima de insuficiência renal, poucos meses após ser nomeado Sir Alfred Hitchcock, Cavaleiro da Ordem do Império Britânico pela rainha Elizabeth II.

Write a comment