Calendário de Exibições

agosto 2018
seg ter qua qui sex sáb dom
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031EC

Sessão Dupla: Oratório para Praga e A Piada

Oratório para Praga
Jan Nemec, 1968

Cinquenta anos atrás, entre o dia 20 e 21 de agosto, a Tchecoslováquia se viu sendo invadida pelas tropas dos países membros do Pacto de Varsóvia. Nemec começou a rodar o filme antes da invasão, cujo objetivo era filmar os dias de democratização da Tchecoslováquia iniciados pela Primavera de Praga em janeiro, mas, no final, acabou registrando o absurdo.

Se o filme conseguiu captar a angústia dos cidadãos tchecos no momento da invasão, ele também trouxe prelúdios dos direitos que voltariam a ser extintos nos anos seguintes – um deles seria a liberdade de expressão. Diante deste cenário, Nemec propôs uma canção (ou oração), como alude o título do filme, para Praga. Uma canção que traz à luz as memórias, os ícones e os rostos de uma Tchecoslováquia independente e viva.

A Piada
Jaromil Jires, 1969

“em face
ao horrível
até que ache
o risível”
Samuel Beckett

A brincadeira está em dois segmentos do filme: o da própria história e o tempo. Jaromil Jires e Milan Kundera jogam o jogo da memória para traçar uma ácida crítica ao totalitarismo do sistema político vigente na Tchecoslováquia. Tão longe foram, que o filme foi banido pelo Partido Comunista duas semanas após sua estreia.

De volta à cidade natal, Ludvik carrega consigo uma missão: vingar-se de seus amigos por tê-lo expulsado da faculdade e do Partido por causa de uma piada. Jires sabe muito bem como conduzir este enredo, faz as ligações do passado e do presente com a montagem do filme, e com isso revela toda a hipocrisia dos discursos dos colegas de Ludvik. Mas seu personagem é incapaz de superar o passado, a tensão começa por aí.

Colocado na fronteira entre o perdão e a vingança, o personagem criado por Jires e Kundera incorpora as sensações de um indivíduo frente ao cinismo e a estupidez da alienação humana. A única saída é brincar, ou fingir que está brincando.

Fernando Santos

Write a comment